Centro Cultural Canto do Papagaio

CENTRO-CULTURAL

O Centro Cultural é um espaço criado para as mais diversas atividades, com vista panorâmica das montanhas altas das terras da Mantiqueira e a Cachoeira do Tombo, que engrandece o centro com seu som e energia.

Um espaço para reflexão, aulas de yoga, meditação, exposições e muito mais.

Um centro complementar com toda a filosofia da Pousada Canto do Papagaio.

 

Mais informações pelo site: https://cantodopapagaio.com.br/centro-cultural/

Visitação Azeite Olibi

70240481_2438163089633453_1600134493266509824_o

Com duas horas de duração, visitantes caminham entre as oliveiras, espalhadas em uma enorme área de 13 hectares, aprendem sobre os desafios da olivicultura e como foi o processo de adaptação dessa árvore em solo brasileiro. No final do passeio, mostramos como se produz um azeite extravirgem artesanal e ensinamos como degustar e reconhecer um produto de qualidade. Uma experiência agradável, cheia de aprendizados gastronômicos e ambientais.

Data: Todos os sábados, às 10h. Demais dias da semana podem ser agendados separadamente, mediante reserva com antecedência.

Local: Fazenda Caminho do Meio – Capoeira Grande – Aiuruoca (MG)

Como chegar: Estamos localizados nos apps Waze e Google Maps como “Olibi Azeites Artesanais”. Caso prefira, podemos enviar as direções por e-mail.

Valor: R$ 35,00 por pessoa, sendo que esse valor dá um crédito de R$ 15,00 para a compra de uma garrafa de azeite Olibi. O passeio é gratuito para Olibares (participantes do projeto Adote uma Oliveira) e para crianças até 12 anos.

Entre em contato para reservar
Nélio Weiss: (35) 99983-0957 ou nelio.weiss@olibi.com.br

 

Mais informações: Visitação azeite Olibi

Colégio Santa Edwiges

Colegio Santa Edwiges
Colégio Santa Edwiges – Aiuruoca

Prédio do ínicio da década de 20 em estilo antigo, hoje descarecterizado na fachada e tendo na sua frente uma sacada que dá para a rua. O colégio, com 3 andares, tem jardim interno, várias salas de aula, cozinha, refeitório, auditório, sanitários, salões e biblioteca. Perteceu às freiras alemãs franciscanas que gerenciavam um internato para meninas.

Hoje infelizmente está em progressiva degradação.

Praça Pantheon dos Heróis de Curar

46024627_10216849771652774_6025762545611046912_n

46172560_10216849772412793_4842019767277584384_n
Pantheon Heróis de Curar – Fotos de Gilberto Furriel

Situado na vila que leva seu nome, a “Vila Dr. Julinho”, área mais populosa do Município de Aiuruoca, o monumento teve sua pedra fundamental lançada em 2000 pelas próprias mãos do Dr. Júlio Arantes Sanderson de Queiroz, que com recursos próprios, fez erguer o primeiro monumento “Pantheon dos Heróis de Curar” no país, concretizando em parte o sonho de exaltar a classe médica e o sacerdócio da medicina. Após o seu falecimento ocorrido 2003, paralisaram-se as obras, que até apresente data encontra-se inacabado.

 

Igreja de Santana da Guapiara

67186844_2340904396169103_4787172940418383872_n
Igreja de Santana da Guapiara – Aiuruoca

Construída por volta de 1730 pelos jesuítas, possui características originais. Perdeu-se
porém a imagem principal do altar (roubada) de Santana a qual foi recuperada 30 anos depois e retornando a Aiuruoca em 2019. Esculpida em madeira, e havia sido trazida de Portugal pelos jesuítas e hoje permanece na Igreja Matriz da cidade. Ao lado direito da Igreja existe o cemitério com história de remanescentes indígenas e ao fundo um túmulo do Sr. José Domingos e esposa, moradores da Fazenda Velha (da mesma época da Igreja). Esse senhor, conforme informações, faleceu em 1996 aos 120 anos de idade.

67389075_2340906986168844_693795672532451328_n
Imagens de Santana e São Joaquim, Bairro da Guapiara, Aiuruoca

 

Antiga Cadeia

Antiga cadeia - Aiuruoca

Construída em 1835 para abrigar a Câmara e Cadeia, foi demolida por volta de 1960,
restando somente a parte inferior, toda de pedra erguida pelos escravos. Possui grades de ferro bem sólidas. Atualmente teve sua parte superior reconstruída, porém não obedecendo ao seu estilo colonial antigo, descaracterizando as ruínas, infelizmente.

Hoje abriga a Delegacia de Polícia.

 

Campanha Sino da Paz

43152517_2074627899265878_4082733406918541312_o
Sino da Paz (Reprodução Facebook)

Sino da Paz é um dos projetos que a gente mais admira aqui na nossa cidade. Nesse vídeo aqui embaixo você conhece um pouquinho mais sobre ele e com esse link você pode contribuir e fazer parte dessa história. Vamos juntos?

Compartilhe essa ideia com os amigos!

Link para entrar na campanha: 
https://benfeitoria.com/sinodapazfaroldoamor

Sino da paz

1795196_652646028130746_302613617_o43152517_2074627899265878_4082733406918541312_o

Em 1988, Evandro Vieira e Bárbara Stella confeccionaram o Sino da Paz, considerado um objeto de arte único no gênero em todo o mundo.

O Sino foi feito a partir de cápsulas de munição deflagradas sobre pessoas em conflitos em diversas épocas e locais do mundo: Vietnã, Oriente Médio, São Paulo, Rio de Janeiro, Primeira e Segunda Guerra Mundial, e tantos outros.

O Sino da Paz é um peregrino que viaja pelo Brasil e pelo mundo espalhando a mensagem de que a paz é uma conquista diária e transformadora.

Hoje se encontra em Aiuruoca, na Estação Sino da Paz, onde recebe a visitação de grupos e pessoas de todo o mundo, que se reúnem para conhecê-lo, orar, meditar e praticar diversas ações pela paz.

Mais informações: Site Sino da Paz